Um pouco de tudo sobre Cavalos

principais raças, pelagens, morfologia...

Name:
Location: Portugal

11.08.2005

Eu e os cavalos

Eu adoro cavalos e ando aprender Alta Escola Portuguesa, por outras palavras, equitação de dressage. Quando tenho possiblidades vou passar férias a Espanha onde tento sempre montar cavalos de passeio e dar, durante uma hora, um passeio por trilhos impossíveis de passar sem ser a cavalo, com guia...

Bibliografia

Muitos e variados sites encontrados através do motor de busca "Google"
Livro "Guia do Cavalo" da Editorial Estampa.

Cor da pelagem e marcas

Branco:
Preto:
Tordo claro:
Pinto:
Palomino:








Alazão:








Castanho claro e escuro:
Marcas na cabeça do cavalo:
Nos membros:

Nos cascos:

Morfologia do Cavalo

Os 4 principais andamentos do cavalo

Passo
Trote

Cânter
Galope

Dicas para não cometer erros na doma dos cavalos (na Doma Racinal)

Início da doma
No início da doma é uma fase bastante delicada, e se fizermos os primeiros contatos com o potro usando atenção, paciência e principalmente numa seqüência coerente, evitaremos erros e dores de cabeça. Aí vão alguns "certos" e "errados" para orientar e ter a chance de corrigir possíveis enganos.
Certos
1- Aproximar de um potro em inicio da doma com tranquilidade e segurança mesmo com cavalos desconhecidos que você não tenha contato constantemente. Pegá-los em um local onde seu espaço seja limitado, facilitando a aproximação.
2- Colocar o cabeção pelo focinho e passar por trás das orelhas conversando com o potro enquanto o coloca lentamente sem assustá-lo.
3- Usar voz firme e sempre igual, isto é, no mesmo tom para que o animal entenda o que você espera dele.
4- Recompensar o cavalo com carinhos no pescoço a cada etapa executada de maneira correta, lembrando que deve-se premiar no momento em que o animal realiza corretamente a tarefa pedida.
5- Parar com a insistência ou aula assim que o animal realize por algumas vezes o que lhe foi pedido. Ministrar os ensinamentos progressiva e repetidamente.
6- Encilhar o animal pelo lado esquerdo, entretanto o cavalo bem domado aceitará o manejo pelos dois lados.
7- Para cada tipo de animal, melhor dizendo para cada tipo de modalidade que você quer fazer com seu animal necessita de selas diferentes, selas tipo australianas são usadas normalmente para cavalos de marcha, selas tipo Western coloca-se em cavalos Árabes e Quarto de Milha, selas tipo seletas mais leves usa-se em cavalos de corrida e saltos.
Errados:
1- Não se aproximar brutalmente principalmente pela sua traseira. Os cavalos têm medo dos homens e com susto poderão reagir repentinamente.
2- Não colocar o cabeção rápido e não amassar as orelhas, pois podem sentir dor ou irritação, e o animal pode reagir e criar traumas, difíceis de tirar.
3- Não rode o animal com o cabeção e evitar dar puxões fortes.
4- Não repetir as palavras de comando na hora que o animal está realizando os ensinamentos. Se ele esta fazendo é porque já entendeu e a voz de comando nessa hora só irá confundi-lo.
5- Não recompensar o animal após não ter feito o que foi pedido ou recusar. Nunca bata em seu cavalo, pois só servirá para desorientá-lo.
6- Não pare com o trabalho ou a aula no momento que o cavalo errar o exercício. Caso o cavalo não execute o exercício de forma correta, mesmo que depois de algumas tentativas, mude o exercício para um mais fácil e termine a aula. A repetição demasiada cansa fisicamente e mentalmente o cavalo. Ele ficará cansado e perderá a disposição e o rendimento. Por isso procure variar as lições para mantê-lo sempre atento e disposto.
7- Não brincar com o material que vai no dorso, pois é um lugar sensível (perto do rim) e esse impacto provocará dores e traumas.
8- Não usar a embocadura muito forte quando o cavalo é sensível e aceita o comando do cavaleiro rapidamente e a embocadura muito apertada poderá ferir o canto da boca.

Lembrem-se destas dicas e use sempre com muita calma e nenhuma violência nos comandos aos cavalos, eles irão respeitar e aprender!

exercícios Alta Escola Portuguesa




Levada:
É um Ar Alto em que o cavalo flecte graciosamente os curvilhões, puxando o peso atrás e recolhendo os anteriores aproximando-os do ventre, na atitude que vemos em tantas estátuas equestres por toda a Europa.







Pousada:

Neste Ar a atitude é mais alta que a levada havendo uma menor flexão dos curvilhões.










Corveta:

Saltos sobre os posteriores a partir da atitude de Levada. Enquanto que na pousada, o cavalo executa o exercício à base de equilíbrio devido à atitude ser mais alta, a corveta é executada mais à base da força dos posteriores, devido a um maior flexionamento dos referidos membros, sendo consequentemente a atitude mais baixa








Balotada:
Depois da preparação deste em galope no mesmo terreno, o cavalo forma o salto recolhendo os anteriores e mantendo os posteriores debaixo do corpo.











Capriola:
Neste Ar o cavalo concentra-se, puxando bem o peso atrás, flectindo os curvilhões, salta energicamente, elevando-se no ar e distendendo os membros posteriores, planando uns momentos na atitude de Pégaso.




Piaffer:
O Piaffer é um trote no mesmo terreno com elevação e cadência.







Pirueta a Galope:
Exercicio em que o cavalo roda fazendo pivot no membro posterior interno







Passo Espanhol
A cada passo, o cavalo estira as patas dianteiras, na horizontal alternadamente e retorna. Pode também ser chamado de passo suspenso ou jambé.










Trote Alongado
Trote com extrema impulsão em que o cavalo deve pisar as pegadas das mãos com os pés.












Cavalo Shire



Características
Cor: preto, branco, ruço, baio, com marcas brancas.
Estatura: 1,64-1,73m , garanhões até 1,90(maior cavalo do mundo)
Conformação: perfil ligeiramente convexo, peito amplo, tórax profundo e largo, corpo musculado e compacto, membros longos e pilosos.
Temperamento: dócil, meigo, voluntarioso, trabalhador.
Principais aptidões: tiro pesado, espectáculos.

Appaloosa

Características
Cor: seis desenhos de base - geada, leopardo, floco de neve, mármore, manta manchada e manta branca.
Estatura: 1,44-1,52 m.
Conformaçaõ: compacto, crinas e caudas pouco densas, seguro de pé e raiado.
Temperamento: corajoso, dócil.
Principais aptidões: turismo equestre, trabalho com o gado, paradas e circo.

Quarter-Horse/ Quarto de Milha

Características
Cor: cores únicas, geralmente alazão.
Estatura: 1,45-1,53 m.
Conformação: cabeça pequena, pescoço musculado, rins firmes, posteriores fortes e largos, membros delgados.
Temperamento: inteligente, polivalente.
principais aptidões: lazeres equestres, trabalho com o gado, rodeos, competição.
O Quarter-Horse é o cavalo mais célere do mundo na distância de um quarto de milha(0,4Km), sendo o recorde actual em cerca de 20 segundos.

Cavalo Puro-Sangue

Características
Cor: maioria das cores únicas.
Estatura: 1,44-1,77 m conforme a utilização.
Conformação: variável, cabeça rectilínia, pescoço comprido e arqueado, espáduas oblíquas, peito profundo, dorso curto e forte, ventre pouco saliente, posteriores musculados, membros sóbrios.
Tenperamento: vivo, enérgico.
Principais aptidões: competição, sela, cruzamento.
O Puro-Sangue é considerado em todo o mundo o cavalo de corrida por excelência. É o cavalo mais rápido e oneroso que existe. No entanto, só surgiu enquanto raça num passado relativamente recente.

11.07.2005

Cavalo Árabe

Caracteristicas
Cor: alazão, baio, ruço.
Estatura: 1,43-1,52 m.
Conformação: cabeça pequena, focinho estreito, chanfro direito, pescoço alongado, espáduas oblíquas e longas, dorso curto, peito amplo, posteriores fortes, cauda de alta inserção e arqueada, membros sóbrios, canela curta.
Temperamento: corajoso, inteligente, vivo, resistente.
Principais aptidões: sela, melhoramento de outras raças.
O cavalo Árabe é o mais antigo cavalo de raça pura que se conhece. Podemos hoje afirmar que este descende de um grupo de cavalos pré-históricos que se terão propagado pela Ásia e pelo Médio Oriente. Pinturas rupestres com cerca de 8000 anos, descobertas no Sul da Líbia, mostram um cavalo que se assemelha enormemente ao cavalo Árabe actual.

Cavalo Hanoveriano

Características
Cor: qualquer cor única
Esatatura: 1,55-1,73 m.
Conformação: variável, corpo robusto e compacto, membros curtos e fortes.
Temperamento: inteligente, sensível, voluntarioso, corajoso.
Principais aptidões: competição e equitação em geral.

Cavalo Andaluz

Características
Cor: geralmente ruço
Estatura: 1,54-1,63 m.
Conformação: topete largo, olhos grandes, perfil convexo, pescoço comprido e arqueado, dorso profundo e curto, posteriores arredondados e robustos, membros sólidos com o osso da canela curto, caudas e crinas luxuriantes.
Temperamento: dócil, calmo, voluntarioso, orgulhoso, ágil.
Principais aptidões: Alta escola, paradas militares, toureio.
Originário da Andaluzia, no sul de Espanha, o cavalo Andaluz foi desde sempre uma das raças europeias mais célebres e mais procuradas.

Alter-Real


Características
Cor: baio, castanho ou ruço.
Estatura: 1,52-1,62m.
Conformação: cabeça de tamanho médio, perfil convexo, espáduas fortes, peito profundo e amplo, corpo curto, posteriores fortes, membros sóbrios, jarretes flexíveis.
Temperamento: inteligente, temperamental, corajoso.
Principais aptidões: equitação
Alter-Real é o cavalo nacional Português. Descende do Andaluz, ao qual muito se assemelha.

11.06.2005

Cavalo Lusitano

Características
Cor: geralmente ruço, podendo também ter qualquer cor única.
Estatura: 1,52-1,62m.
Conformação: cabeça pequena, perfil rectilínio, orelhas pequenas, pescoço musculado, corpo compacto, posteriores robustos, membros compridos e delgados, crinas e caudas abundantes.
Temperamento: inteligente, cooperativo, muito corajoso.
Principais aptidões: equitação de ensino, equitação, toureio.
O Lusitano, tal como o Alter-Real, descende do Andaluz, embora se revele mais resistente. Apesar das semelhanças com o Andaluz tem mais porções de sangue Árabe.